Diversidade cultural promete marcar Amazontech 2011

Publicado por Leonardo em

Os visitantes do Amazontech poderão experimentar um pouco da cultura de cada Estado que faz parte da Amazônia Legal. Serão cerca de 30 atrações artístico-culturais, sem contar o cardápio variado de pratos típicos amazônicos. Durante a abertura do evento, amanhã (18), acontecerá o espetáculo “A Amazônia Somos Nós!”, com os grupos “Tambores do Tocantins”, Contagiu’s e, ainda a participação das cantoras Keila Lipe, Mônica Soares e Nasha Moreto a partir das 20h, no Theatro Fernanda Montenegro.

Estão previstas também apresentações antes das palestras magnas. No dia 19, às 20h, os índios da etnia Karajá abrem a palestra do Jornalista Dal Marcondes, do portal Envolverde, com a música indígena “INY”.  No dia seguinte, também no mesmo horário, será a vez do Grupo Voz Toc, antes da palestra do astronauta Marcos Pontes. Na sexta-feira, a abertura da palestra da Senadora Kátia Abreu, fica por conta do grupo “Sussia de Monte do Carmo”.

E na última noite ocorrerá o Festival Sesi de Música, com o show de Dorivã e Banda. No portal dos Estados, dentro da estrutura do Amazontech, haverá durante todo o dia mais atrações que prometem retratar a cultura da Amazônia Legal. Do Tocantins, Estado sede, tem a apresentação Cultural de Artesãos de Mumbuca, Tocadores de Viola de Buriti. Do Amazonas, tem os detalhes dos trabalhos esculturais em Madeiras com ícones  amazônicos.

O Mestre Artesão Antonio Augusto Simões Neto representará o Estado do Amapá com as técnicas de produção “Urna Maracá”. As atrações musicais também irão compor o ambiente da arena gastronômica. Local onde estarão expostos pratos típicos de cada Estado. As músicas ficarão por conta de Nubia Dourado, Mara Rita, Juliana Maia e Quesia Carvalho.

Mas a cultura amazônica estará disponível bem antes do início do evento. Palestrantes e conferencistas acompanharão as apresentações das quadrilhas Rainha do Girassol do Cerrado e Pisada da Butina logo na chegada a capital tocantinense ainda no aeroporto. “Os visitantes terão a oportunidade de experimentar os sabores e saberes da Amazônia”, comentou a analista do Sebrae Magvan B. Sousa, responsável pela coordenação cultural do Amazontech.